Entenda porque não se deve trocar a alternativa na prova da OAB

Entenda porque não se deve trocar a alternativa na prova da OAB

2018-05-07T18:51:50+00:00 Por |Dicas de Estudos|0 Comentários

O maior drama que aqueles que irão realizar a prova do Exame de Ordem enfrentam: a dúvida entre as alternativas. O candidato está no momento da prova do Exame de Ordem e se depara com duas opções que acabam criando uma verdadeira onda de dúvidas. A escolha é feita e a prova segue.

Mas, no momento do gabarito para a folha de resposta da prova do Exame de Ordem, a análise da questão volta à tona e o candidato resolve então modificar o gabarito. E é exatamente aí que começa todo o drama, essa troca costuma sempre fazer com que o candidato acabe errando a questão, e ele só faz essa troca porque acredita que está fazendo a coisa certa, quando na verdade está apenas se prejudicando.

A recomendação para que isso não venha a acontecer é que após sua primeira escolha, você não deve trocar a alternativa, principalmente caso esteja com dúvida, fique com a primeira escolha.

Por que essa dúvida acontece na prova do Exame de Ordem?

Estudos afirmam que esse processo acontece por conta do subconsciente. Nossa mente reconhece a resposta correta, pois a dúvida vem de uma vaga lembrança da informação correta. A escolha portanto, deriva da intuição, mas a intuição é resultado de uma ação do inconsciente.

Depois dessa ação, o candidato racionaliza todo o processo e efetua a escolha do seu subconsciente, escolhendo a questão errada. A escolha primária vem do instinto, que nada mais é que o subconsciente aflorado com a informação que foi estudada, e que no momento, com a pressão da situação não é lembrada.

Esse processo não acontece quando a memória profunda é formada, mas acontece em momentos onde surgem questões com conteúdos que já foram estudados, porém não estão fixos na cabeça. Essa é uma explicação racional, mas não significa que seja totalmente real.

CONHEÇA O PACOTE COMPLETO PARA O EXAME DE ORDEM

 

 Drama comum

Essa troca de alternativas é comum em qualquer tipo de prova, seja vestibular ou qualquer outro concurso. Para a prova do Exame de Ordem, talvez essa troca acaba sendo um pouco maior, pois o candidato está enfrentando a pressão da prova e todas as dificuldades que as questões apresentam.

Ou seja, mesmo que você tenha estudado muito, sem dúvidas na hora da prova surgirão dúvidas com coisas que você tem certeza de que estudou e tem certeza de que sabe, porém na hora é como se todo o conhecimento ficasse travado e você simplesmente não conseguisse decidir pela opção correta, ou pior, as duas alternativas pelas quais você está em dúvida para você no momento parecem ser atrativas, e praticamente iguais.

A dica para pessoas que sofrem com esse problema no subconsciente é ter calma no momento de execução da prova. Ou seja, procurar fazer uma prova com calma, lendo as questões e as alternativas com calma para não escolher a opção errada. E também é importante sempre se lembrar de que se você escolheu a primeira alternativa, não deve trocar, mesmo que hajam dúvidas, pois pode ser que você esteja se equivocando e a alternativa que você tenha trocado acabe ficando errada.

Basta manter o foco nas questões e ter atenção na hora da prova do Exame de Ordem, e todo drama de troca de alternativa acabará.

 

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário